• Laís Vargas

Os segredos de Steve Jobs para criar uma apresentação de sucesso


Muito antes de empreender e abrir o MINIMIZA, minha empresa de apresentações, enxergava em Steve Jobs um verdadeiro showman! Não importava qual seria o grande lançamento da Apple durante a conferência anual, eu só queria assistir o novo show do CEO da Apple em cima do palco.


Em resumo, sempre uma apresentação impecável e uma performance perfeita, apoiado de slides simples e objetivos. Jobs sempre foi minha maior inspiração na criação de roteiros de apresentações e, além de assistir tudo que ele participava, comecei a estudar como ele fazia também.


Em 2012, um ano após Jobs falecer, encontrei um livro fantástico do Carmine Gallo, dono de uma consultoria que dá treinamento para palestrantes e autor de diversos livros. Desde que descobri que Gallo estava por trás de algumas apresentações do TED Talks, comecei a acompanhá-lo também e me tornei uma espécie de stalker: leio tudo que ele publica em carminegallo.com ;)


Há 6 anos uma de suas publicações chamou a minha atenção.


O livro “Faça como Steve Jobs e realize apresentações incríveis em qualquer situação” foi devorado por mim em poucos dias e decidi que as minhas apresentações, que já se destacavam, seriam totalmente transformadas!


 Hoje resolvi compartilhar 6 hacks fundamentais para criar uma apresentação de sucesso “a la” Steve Jobs. Esses e muitos outros hacks você encontra na obra de Gallo, que detalha com genialidade todo o processo criativo de Jobs. 



#1 Lembre-se da Regra dos 10 minutos


Estudos na área de psicologia cognitiva mostram que nosso cérebro fica entediado depois de 10 minutos, o que significa que esse é um dos momentos críticos de qualquer apresentação.


Se prepare para, durante esse período, surpreender sua audiência! Mostre ou fale algo inesperado. Crie uma abertura impactante – e isso não significa, necessariamente, um slide de outro mundo. Foque no seu discurso e encontre maneiras de potencializar com os slides.


Abuse de vídeos, demonstrações e GIFs. Particularmente, eu adoro os GIFs e você pode encontrar vários para a sua apresentação no site GIPHY.


#2 Não foque na venda, foque nas histórias


Vejo muito profissional se preocupando com o número de slides de uma apresentação ao invés de focar na história. O argumento é sempre o mesmo: não quero muitos slides para não ficar extenso e chato!


Mas a maioria esquece que uma apresentação fica chata quando o único objetivo é vender algo ou é muito extensa. Jobs acreditava que apresentações precisam contar histórias e cada slide é como se fosse uma cena dessa história


É por isso que sabemos todos os benefícios de um iPhone, mas não fazemos ideia dos detalhes do hardware ou software. Ninguém compra um iPhone por isso, compramos o conceito de design, de câmera e de funcionalidades que farão diferença em nosso dia a dia.


Uma forma que encontrei de contar histórias sem perder o foco foi criando um planner. O Planner do MINIMIZA, com download gratuito, te ajuda a ter uma visão geral da sua apresentação em apenas uma página! Esse material auxilia na preparo de roteiro das apresentações dos clientes aqui no MINIMIZA.


Para fazer download do nosso planner, clique aqui.

#3 Entenda que o número 3 é um número mágico


Eu já tinha reparado que Jobs sempre dividia sua apresentação em três partes, como se fosse uma peça de teatro separada em três atos. Ao ler esse best-seller de Gallo, vi que não era por acaso. 


Jobs acredita que uma apresentação precisa ser guiada pelo número 3. Seja para falar de benefícios de produto, seja para falar de argumentos de vendas. Segundo ele, a audiência não consegue absorver mais que isso, então, ao criar um roteiro, ele simplificava seu discurso até chegar nesse número mágico.


Esse trabalho faz com que o excesso seja eliminado e que a apresentação esteja focada no que realmente importa. Sabendo disso, reveja sua última apresentação. Será que você não está exagerando na lista de argumentos e perdendo o foco da mensagem central?


#4 Fale do problema e apresente a solução


Antes de apresentar o iPod ao mundo, aquele que salvou a Apple da falência, Jobs falou do problema que enfrentávamos: carregar vários CDs na mochila e só poder escutar 15 músicas de uma vez em nosso diskman.

Lembram disso? Era muito chato trocar de CD no meio da rua! Então Jobs apresentou o iPod, em que mil músicas caberiam no seu bolso! Isso representa mais de 50 horas de música sem nenhuma repetição, dá pra acreditar?


De maneira totalmente didática, Carmine Gallo destrincha essa técnica no dueto problema vs solução. Você deve responder rapidamente quatro perguntas:


1. O que você faz?

2. Qual problema você resolve?

3. Qual é o seu diferencial?

4. Por que devo me interessar?


 Esse modelo é muito utilizado em pitchs, modelo de apresentação feito por startups para captar recursos com investidores. Se você conseguir responder essas quatro questões em pouco tempo, estará no caminho certo!


#5 Simplifique: os slides e o discurso


 Todos ficam impressionados com a capacidade que a Apple tem de simplificar absolutamente tudo! Um dos sucessos da empresa, definitivamente, é esse forte pilar no design de seus produtos e na comunicação para seus consumidores.

“A capacidade de simplificar significa eliminar o desnecessário para que o necessário possa falar” – Hans Hoffmann, pintor alemão citado no livro de Gallo (página 90).

Jobs era obcecado por simplificar! Você nunca vai encontrá-lo usando palavras difíceis ou complicadas. Ele abusava de adjetivos que usamos diariamente como “maravilhoso” e “fantástico” para descrever os lançamentos.


Nos layouts dos slides esse conceito prevalece. As apresentações de Keynote da Apple, assim como o site e toda a comunicação da marca, focam em imagens e quase nenhum texto. Simplificar não significa que uma apresentação seja “fraca” ou feia, mas sim que você sabe qual é a mensagem mais importante e o que precisa ficar na cabeça da sua plateia.

“Ninguém compra algo que é difícil de entender, então simplificamos”

Essa frase está no site do MINIMIZA, pois é nisso que acreditamos e é em cima desse pilar que criamos as apresentações de nossos clientes. 


#6 Ensaie para parecer fácil


Pode parecer óbvio demais, porém só ficamos bons quando treinamos. Já ouviu falar na teoria das 10 mil horas? Malcolm Gladwell em seu livro Outliers – Fora de série, detalha sua pesquisa que comprovou que os que se destacam praticaram mais de 10 mil horas suas atividades. Isso significa 3h de treinamento todos os dias durante 10 anos!


Gladwell analisou The Beatles, Michael Jordan, Bill Gates entre outros gênios de diferentes segmentos para entender como chegaram em seus níveis de altíssima performance.  


E por que eu estou falando tudo isso? Simples. Steve Jobs reservava dois dias inteiros de sua agenda para treinar a apresentação.


Discurso, slides, demonstrações, piadas, movimentação no palco... tudo ensaiado!

Ou seja, para uma apresentação de uma hora de duração, Jobs ensaiava pelo menos 16 horas! Entender que só atingimos a perfeição quando treinamos e buscamos melhorar é fundamental para nosso sucesso (em qualquer negócio).


Nem preciso dizer que esse é meu livro de cabeceira, né? Recorro a ele constantemente para rever conceitos, fixar teorias e me inspirar mais uma vez nos discursos vencedores da Apple.

Se eu precisasse indicar apenas um livro para você que quer melhorar suas apresentações exponencialmente, definitivamente seria esse! Jobs e Gallo formam minha dupla inspiradora, quem é a sua principal fonte de inspiração?

Leia este e outros textos no meu LinkedIn.