• Laís Vargas

Ninguém chega ao topo sozinho: uma reflexão sobre parcerias e amizade


Ano passado li um livro que ganhei em um amigo oculto da empresa que eu trabalhava: “Vinicius de Moraes — Histórias de canções”. Um livro incrível escrito por Wagner Homem e Bruno de La Rosa contando as histórias por trás das canções escritas pelo grande poetinha (Vinicius tinha a mania de falar palavras no diminutivo, então “poetinha” é, na verdade, uma homenagem).


O livro possui uma dinâmica muito interessante. Cada capítulo é reservado para as composições feitas por Vinicius e um parceiro, então há capítulos reservados a Baden Powell, Carlos Lyra, Tom Jobim e tantos outros gênios.


Cada capítulo começa contando rapidamente sobre a vida do compositor-parceiro e, em seguida, expõe as letras compostas por eles e Vinicius. Ao final de cada música, um texto explicativo com histórias, acontecimentos, cartas e fotos trazem à tona uma imensidão de informações inacreditáveis sobre a composição. De fato é um livro imperdível para quem gosta, assim como eu, de Vinicius de Moraes.


Tom Jobim foi o grande parceiro de Vinicius, mesmo com a grande diferença de idade entre eles. Ao final desse capítulo em especial, me deparei com duas reflexões e é sobre elas que falarei neste texto.


Como disse no início, apesar do livro de levar o nome de Vinicius de Moraes em seu título, expõe em suas páginas todas as parcerias do poeta ao longo de sua carreira.


Ao final, me dei conta que não é possível conquistar absolutamente nada sozinho, seja no âmbito pessoal ou profissional, sempre existe um amigo, professor, pai, mestre, artista — quem quer que seja — para te ajudar e/ou te inspirar a conquistar algo.


As primeiras tentativas da dupla Vinicius e Tom não foram bem sucedidas e nunca foram publicadas. Sem muita intimidade, a dupla demorou para entrar em sintonia. Eles contaram com a ajuda de um terceiro amigo: o uísque. Entre uma garrafa e outra, nasceu uma amizade, uma parceria e grandes sucessos da bossa nova, graças a Deus (ou graças ao uísque).


Como diria Tom Jobim:
“Fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho”

Na verdade, vejo que é impossível conquistar algo sozinho. Nos dias de hoje, onde o “eu” supera o “nós”, aquele que pensa no grupo já sai na frente.


A outra reflexão que fiz foi após ler sobre os direitos autorais de “Garota de Ipanema”, uma das músicas brasileiras mais conhecidas em todo o mundo.


Vinicius e Tom, ao contrário do que muitos pensam, não ficaram ricos com os direitos da composição e, até hoje, suas famílias enfrentam a justiça para receber algo justo pela reprodução e sucesso da música.


A partir disso, percebi que todos nós julgamos, o tempo todo, a profissão das outras pessoas e, só pra variar um pouquinho, “a grama do vizinho é sempre mais verde”.


Julgamos o quanto as pessoas ganham, sempre pensando que foi fácil para elas e desconsiderando completamente a trajetória e o caminho percorrido. O grande problema é que falamos sem conhecimento de causa e, consequentemente, as injustiças aparecem.


Em nenhum momento nos colocamos no lugar do outro ou, ainda, nos perguntamos sobre o lado negativo de qualquer trabalho. Quem iria imaginar que Tom e Vinicius não ganharam dinheiro com “Garota de Ipanema"? Mas paramos para analisar? É claro que não. É mais fácil falar que outras pessoas estão ficando ricas e você não.


Até quando supervalorizaremos o “eu” em detrimento do “nós”? Quando, finalmente, “nós” será maior que “eu”?

Assim como Vinicius prezava a amizade e suas parcerias de trabalho, o LinkedIn me trouxe muitos amigos, clientes e parceiros. Uma dessas pessoas é a Laíze Damasceno, do Marketing de Gentileza, que hoje é tudo isso em uma pessoa só (para a minha sorte)!


Resolvemos fazer um webnário gratuito na próxima terça-feira, 06/11, às 20h. "Como fazemos negócios no LinkedIn: os bastidores da nossa estratégia de marketing" tem o objetivo de te inspirar a usar o LinkedIn de forma estratégica para gerar oportunidades para você ou para o seu negócio.


É online e é de graça! Então é só se inscrever clicando aqui :)

Te espero na terça às 20h!

Leia esse e outros artigos no meu LinkedIn.